Você está aqui: Página Inicial > Contents > Últimas Notícias > Apesar da crise UFPB atinge quantitativo recorde de patentes em 2017

Notícias

Apesar da crise UFPB atinge quantitativo recorde de patentes em 2017

Total de pedidos de patentes depositados em 2017 mais que dobrou, considerando o quantitativo do ano de 2016.

Total de pedidos de patentes depositados em 2017 mais que dobrou, considerando o quantitativo do ano de 2016.
por publicado: 20/02/2018 10h32 última modificação: 20/02/2018 10h32
Exibir carrossel de imagens Diretor de Propriedade Intelectual da INOVA-UFPB.

Diretor de Propriedade Intelectual da INOVA-UFPB.

A capacidade inovativa da UFPB superou todas as melhores expectativas no ano de 2017, chegando a um quantitativo invejável no quesito depósito de patentes. 

“Em 10 anos a UFPB partiu de uma única patente de invenção (P.I.) em 2007 para 63 no ano de 2017. Considerando também as patentes de modelo de utilidade (M.U.) o total em 2017 chegou a 66 patentes (P.I. e M.U.). Em 2016 foi um total de 32 depósitos de patentes (P.I. e M.U.), ou seja, no ano anterior (2017) mais que dobramos o quantitativo!”, destacou o agente de inovação Hilton Vinícius Fialho da Diretoria de Propriedade Intelectual (DPI) da INOVA-UFPB.

O gráfico e a tabela a seguir destacam o quantitativo de patentes de invenção (P.I.), patentes de modelo de utilidade (M.U.), marcas, programas de computador (softwares) e desenhos industriais (D.I.) protegidos pela UFPB por meio da INOVA-UFPB entre os anos de 2007 e 2017: 

Evolucao


Planilha

“Em consulta prévia ao banco de dados do Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI), a UFPB é uma séria candidata a se tornar uma das cinco primeiras colocadas geral do ranking de depositantes de patentes de invenção do Brasil, considerando, inclusive, empresas renomadas como a Whirlpool S.A. ou a Natura Cosméticos S.A. Caso isso se efetive a UFPB poderá ainda ser a primeira do Nordeste e estamos torcendo bastante por isso”, afirmou o Diretor de Propriedade Intelectual Dr. Cleverton Fernandes.

Vale destacar que todos os inventos depositados no ano de 2017 serão premiados no 4º Prêmio Delby Fernandes em 2018, e seus respectivos pesquisadores-inventores receberão certificados e troféus.

Cleverton

 

Fonte: DPI/INOVA-UFPB.