Você está aqui: Página Inicial > Contents > Destaques > UFPB recebe embaixador de Portugal com vistas a aprofundar relações entre os países
conteúdo

Notícias

UFPB recebe embaixador de Portugal com vistas a aprofundar relações entre os países

publicado: 03/02/2020 15h00, última modificação: 23/05/2024 18h27
Representantes da Secretaria de Estado da Cultura também participaram da recepção, que ocorreu na tarde desta quinta-feira (23)

Foto: Angélica Gouveia

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) recebeu, na tarde desta quinta-feira (23), no Campus de João Pessoa, a visita oficial do Embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos. Na ocasião, ele esteve acompanhado do conselheiro do vice-cônsul de Portugal em Recife, Francisco Azevedo. 

O embaixador foi recebido no gabinete da Reitoria pela Vice-reitora da UFPB, Profa. Liana Filgueira, pelo Pró-reitor de Administração (PRA), professor Cássio Besarria, além dos demais pró-reitores e dirigentes da Instituição. O momento contou, ainda, com apresentação de trio nordestino e estação de comidas típicas, a fim de demonstrar um pouco da cultura local ao emissário da nação portuguesa.

Durante a recepção, a Vice-Reitora Liana Filgueira e o titular da PRA, professor Cássio Besarria, lideraram as boas-vindas ao embaixador, fazendo uma breve apresentação da UFPB e de aspectos socioeconômicos e culturais da Paraíba, por se tratar da primeira visita do embaixador ao Estado. 

“Portugal não é apenas um país com o qual compartilhamos uma língua e uma história em comum. A nação portuguesa contribui enormemente no desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil. Na UFPB, Portugal é uma das nações com as quais mais temos acordos de cooperação, 12 ao todo. Portanto, é crucial que continuemos a promover e aprofundar essas relações”, enfatizou a Vice-reitora. 

A similaridade do idioma e a excelência da pesquisa e do ensino português em várias áreas do conhecimento são as razões para a grande procura do alunado da UFPB interessado em mobilidade acadêmica, de acordo com o presidente da Agência de Cooperação Internacional (ACI) da UFPB, professor Sandro Marden. 

“A proximidade entre a UFPB e a embaixada, nesse sentido, ajuda também a divulgar as nossas competências em várias áreas do conhecimento para as universidades portuguesas. Aliás, a vinda de embaixadores e cônsules para a UFPB é uma das estratégias de internacionalização que o reitorado do professor Valdiney [Gouveia] vem tomando, justamente para fortalecer diversas parcerias, sejam elas puramente acadêmicas, na parte de ensino, mas também em pesquisa e na mobilidade acadêmica”, observou o docente.

Por sua vez, Luís Faro Ramos destacou a receptividade dos paraibanos e ressaltou que o encontro na UFPB é uma oportunidade para fortalecer ainda mais a cooperação entre as duas nações, que compartilham de vários aspectos culturais em comum. Para o embaixador, as áreas mais promissoras para convênios com o país europeu relacionam-se a cursos tradicionais e também aos mais modernos. 

“É minha primeira visita à Paraíba e, nessas ocasiões, sempre faço questão de visitar as universidades. Fiquei satisfeito por vir à Universidade Federal da Paraíba e saber que há muitos convênios com instituições de ensino superior de norte a sul de Portugal. Para o estabelecimento de novas parcerias, há as áreas clássicas, como o direito, engenharias e medicina, mas também no âmbito das tecnologias, energias e sustentabilidade, que são áreas bem promissoras”, afirmou. 

O Secretário de Estado da Cultura, Pedro Santos, acompanhado de outros representantes do órgão, também participou da acolhida. O titular da pasta pediu apoio das instituições portuguesas para uma candidatura do Forró, ritmo tipicamente nordestino, ao título de Patrimônio Imaterial da Humanidade e também para qualificação profissional com vistas a formar mão de obra em restauro de patrimônio histórico.

“O Estado da Paraíba e os demais estados do Nordeste estão encampando uma possível candidatura do Forró a Patrimônio Imaterial da Humanidade e, para que isso aconteça, é fundamental que nós tenhamos esse poder de articulação. Então, estamos convidando o embaixador para ser um parceiro, mobilizando o Ministério da Cultura de Portugal e as instituições portuguesas. Estamos apresentando também um projeto de qualificação profissional, para o qual esperamos estabelecer parcerias, principalmente com a Universidade do Porto, para formar mão de obra na área de restauro, já que o Centro Histórico de João Pessoa guarda traços da arquitetura portuguesa”, explicou o secretário. 

Participaram também, representando a UFPB, os Pró-reitores Paulo de Tarso Costa Henriques (Planejamento), Ígor Araújo (Assistência e Promoção ao Estudante, Berla Moraes (Extensão), Rita de Cássia Pereira (Gestão de Pessoas), Pablo Nogueira (Chefe de Gabinete), a professora Kelly Gomes, Diretora-presidente da Agência UFPB de Inovação Tecnológica, Ana Berenice Martorelli, Diretora de Relações Interinstitucionais da ACI, entre outros. Além disso, o evento contou com a presença do professor Marcílio Franca,  do Departamento de Direito Público, professor Roberto Vilmar Satur, de Línguas Estrangeiras Aplicadas às Negociações Internacionais, e vários estudantes de cursos da UFPB.

***
Reportagem: Vinícius Vieira
Edição: Aline Lins
Foto: Angélica Gouveia