Você está aqui: Página Inicial > Contents > Direto da Reitoria > Reitor da UFPB e Deputado Raniery Paulino discutem criação de disciplina sobre pessoas com doenças raras
conteúdo

Notícias

Reitor da UFPB e Deputado Raniery Paulino discutem criação de disciplina sobre pessoas com doenças raras

publicado: 02/07/2021 19h03, última modificação: 02/07/2021 20h10
Parlamentar é responsável pela criação da Comissão Permanente em Defesa das Pessoas com Deficiência

Foto: Aline Lins

Propor a criação de uma disciplina sobre pessoas com doenças raras. Este foi o principal ponto de pauta em reunião que aconteceu nesta sexta-feira (02), no Gabinete da Reitoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), entre o Reitor Valdiney Gouveia e o Deputado Estadual Raniery Paulino (MDB), presidente da Frente Parlamentar em Defesa de Pessoas com Autismo e Doenças Raras da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

Responsável, também, pela criação da Comissão Permanente em Defesa das Pessoas com Deficiência, no estado da Paraíba, o deputado realizou uma visita de cortesia ao Reitor para sugerir que a UFPB estude a criação de uma disciplina visando a formação de profissionais voltados ao atendimento das pessoas com algum tipo de doença rara.

Em âmbito estadual, na ALPB, a proposta do parlamentar foi apresentada em requerimento. O Deputado Raniery destacou que é necessário ter um olhar para formação acadêmica dos profissionais que vão cuidar dessas pessoas porque quando a doença é rara, requer cuidado e uma pesquisa maior.

“A UFPB faz um trabalho de excelência em pesquisa e extensão. Espero que ela possa ser referência para outras entidades e universidades que também tenham o curso de Medicina no estado da Paraíba”, disse.

O Reitor Valdiney Gouveia avaliou o pleito do Deputado como uma demanda justíssima e necessária.

“Nós temos muitas pessoas acometidas por alguma doença rara. Não temos tido o preparo necessário – que uma disciplina poderia contribuir – para tratar essas pessoas que demandam recursos, e que por vezes não são adequadamente diagnosticadas. Que possamos pensar em uma disciplina no curso de Medicina, por exemplo”, cogitou.

Segundo o Deputado, em torno de 25% da população paraibana possui algum tipo de deficiência.

“É um número muito alto, isso totaliza um milhão de habitantes. Portanto, temos um olhar mais específico para essas pessoas que demandam atenção do poder público, a exemplo da UFPB, que é a Universidade de referência nacional, especialmente, para todos nós paraibanos”, destacou o Deputado.

O Deputado agradeceu a forma que foi recepcionado pelo Reitor Valdiney. “Ele se colocou à disposição, prontificou-se, inclusive, em receber a Frente Parlamentar e entidades representativas para nós fazemos essa propositura de criação da disciplina”.

A reunião contou com a presença, também, da médica pneumologista Maria Enedina Aquino, do Hospital Universitário Lauro Wanderley, e da professora Raíssa Dália, Superintendente de Educação a Distância da UFPB.

* * *
Reportagem: Aline Lins
Fotos: Aline Lins