Você está aqui: Página Inicial > Contents > Destaques > Primeiros Núcleos de Inovação da UFPB Credenciados
conteúdo

Notícias

Primeiros Núcleos de Inovação da UFPB Credenciados

Resultado parcial Edital Nº 01/2019: Credenciamento Junho 2020.
por Cleverton R. Fernandes publicado: 05/03/2020 20h07, última modificação: 26/06/2020 19h03
HULW.

HULW.

A UFPB está consolidando o seu programa de incubação de empresas de base tecnológica iniciado em 2019. No dia 19 de junho de 2020, após análise da equipe da Diretoria de Incubação Empresarial de Base Tecnológica e voto favorável dos demais diretores da INOVA-UFPB, foram credenciados o Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares em Biomateriais (NEPIBIO) do Centro de Ciências da Saúde (CCS) e o Núcleo de Incubação do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB/EBSERH).

Ambas as propostas apresentaram equipe técnica, espaços físicos e equipamentos que permitirão a recepção de empresas nascentes em suas dependências. Esses espaços serão primordiais para a estratégia de incubação descentralizada adotada pela INOVA-UFPB e com base na Lei Nº 13.243/2016 e Resolução CONSUNI Nº 002/2019.

Espera-se um salto quanti-qualitativo de propostas de novas empresas inovadoras logo no início das ações de incubação devido a uma espécie de “demanda reprimida” em razão dos vários anos sem qualquer iniciativa por parte da UFPB nesse sentido. Atualmente a DIEBT/INOVA-UFPB lançou um edital extraordinário para acolher essas propostas e, em sintonia com os novos Centros credenciados, terá condições para canalizar todo o potencial empreendedor e inovativo da UFPB. O objetivo é tornar soluções tecnológicas em produtos/processos viáveis, autossustentáveis e disponíveis para a sociedade, promovendo qualidade de vida e cuidado com o meio ambiente.

A incubadora de empresas de base tecnológica da Agencia de Inovação da Universidade Federal da Paraíba tem por objetivo incentivar e apoiar a criação e o desenvolvimento de empresas de base tecnológica, por meio do provimento de infraestrutura básica compartilhada, mecanismos de apoio à inovação e cooperação tecnológica, qualificação técnica e gerencial do empreendedor e orientação administrativa, bem como promover a difusão da cultura empreendedora e das tecnologias inovadoras oriundas da comunidade acadêmica, contribuindo para o desenvolvimento local e regional.

O elemento base para a promoção das ações inovadoras na universidade são os núcleos de inovação que estão sendo criados nos centros e órgãos suplementares da UFPB através dos credenciamentos. Estes núcleos serão o ponto de apoio para a incubação das startups criadoras de soluções inovadoras no contexto das suas atuações.

Essas startups assumem o compromisso da atividade de inovação tecnológica com a concepção de novo produto ou processo de fabricação, bem como a agregação de novas funcionalidades ou características ao produto ou processo que implique em melhorias incrementais e efetivo ganho de qualidade e produtividade, resultando maior competitividade no mercado.

O ingrediente inovador dessas startups é a introdução, com êxito, no mercado de produtos/processos/serviços, métodos e sistemas que não existiam anteriormente, ou contendo alguma característica nova e diferente do padrão em vigor. Compreende diversas atividades científicas, tecnológicas, organizacionais, financeiras, comerciais e mercadológicas. A exigência mínima é que o produto/processo/serviço, método e sistema inovador deva ser novo ou substancialmente melhorado para a empresa em relação aos seus competidores.

Fonte: DIEBT/INOVA-UFPB.