conteúdo

Notícias

CPA e CIA se reúnem para uma maior cooperação e diálogo em suas atividades

publicado: 12/05/2017 13h59, última modificação: 15/05/2017 17h08
Da esquerda para direita: estagiária do CIA, Ivanessa; coordenadora do CIA, profa. Andreza; presidente da CPA, profa. Mônica e estagiária da CPA, Letícia.

Da esquerda para direita: estagiária do CIA, Ivanessa; coordenadora do CIA, profa. Andreza; presidente da CPA, profa. Mônica e estagiária da CPA, Letícia.

            A Comissão Própria de Avaliação (CPA) se reuniu no dia 09 de maio deste ano com o Comitê de Inclusão e Acessibilidade (CIA) para discussão de uma parceria de colaboração entre os dois órgãos.
            A Profa. Mônica Palitot, presidente da CPA, informou os questionamentos existentes nas comissões de avaliação do MEC com relação a acessibilidade, momento o qual a profa. Andreza Polia discorreu a respeito da falta de conhecimento, por parte da maioria das pessoas, de que a acessibilidade não é apenas arquitetônica, há várias outras áreas a serem auxiliadas pela acessibilidade, como a acessibilidade de comunicação (há módulo adaptado para deficientes visuais), acessibilidade pedagógica, acessibilidade atitudinal, acessibilidade de recursos e, na medida do possível e razoável, essa assistência global da acessibilidade “compensa” a acessibilidade arquitetônica. Há disponibilização de carros para transporte de cadeirantes, cadeira de rodas motorizadas, tudo isso para que o problema de estrutura física seja atenuado.
            Atualmente a UFPB tem 574 alunos com deficiência contados em todos os campi e no EAD. Em 2016 entraram 110 alunos e em 2017 entrarão mais 115. Há na instituição professores responsáveis pelo acolhimento dos alunos e pelo acompanhamento das ações que são desenvolvidas em todos os campi.
            No decorrer do encontro a profa. Mônica Palitot propôs ações conjuntas entre a CPA e a CIA no sentido de viabilizar uma melhor avaliação e planejamento das atividades relacionadas a acessibilidade.
            Essa explanação mostra o quanto é importante uma atividade conjunta entre a CPA e o CIA, já que um dos quesitos analisados pelo MEC em suas avaliações dos cursos é justamente a acessibilidade. E reconhecemos que não há ninguém mais qualificada para falar sobre acessibilidade do que aquela equipe que diariamente se depara com entraves neste quesito e se esforça para sempre dar a melhor solução possível.