Você está aqui: Página Inicial > Contents > Menu > MCCHJ > O Museu
conteúdo

O Museu

por Marina - MCCHJ publicado 09/06/2021 22h19, última modificação 01/12/2021 19h29

El Museo (ESP)

The Museum (ENG)

 

O Museu Casa de Cultura Hermano José (MCCHJ) tem por missão preservar, conservar e difundir a obra e as coleções do artista plástico Hermano Guedes de Melo, conhecido artisticamente por Hermano José, e estimular a produção de conhecimento científico-cultural acerca das artes visuais, literatura, museologia e outros segmentos artístico-culturais, desenvolvendo ações e projetos nos campos da pesquisa, do ensino e da extensão. O MCCHJ é fruto da doação realizada ainda em vida por Hermano José à Universidade Federal da Paraíba (UFPB), instituição da qual foi docente e gestor cultural. A doação incluiu seu amplo acervo artístico, documental e bibliográfico, bem como sua residência-ateliê, transformada em museu pela UFPB.

Em seu interior, o Museu abriga sete espaços destinados a exposições de curta e longa duração, além de uma biblioteca especializada em artes, cultura e humanidades. Em sua área externa, um palco permanente serve de espaço para apresentações artísticas das mais variadas linguagens (música, artes cênicas, audiovisual, literatura), além de um belo jardim que se impõe por sua beleza e vista ao mar.

O museu possui uma arquitetura moderna, cujos traços iniciais foram concebidos pelo próprio Hermano José. À época de sua construção, a edificação tornou-se uma das primeiras residências do bairro, acompanhando o processo de expansão da cidade, mas demonstrando o pioneirismo de seu proprietário quanto a ocupação do território em questão. O MCCHJ destaca-se pela sua localização à beira-mar, em um local estratégico da praia do Bessa.

Inaugurado em 2017, logo em seguida o Museu passou por uma ampla reforma, adequando todos os espaços às normas de acessibilidade e reconstituindo ambientes fundamentais para o equipamento cultural. Desde então, suas frentes de atuação têm compreendido: ações de conservação e catalogação do amplo acervo; ações formativas promovidas a partir de projetos de Extensão; exposições em parceria com instituições culturais da cidade e da UFPB; ações de difusão da memória e legado de seu patrono, Hermano José. Sua reabertura definitiva está prevista para  após o controle e encerramento da crise sanitária causada pelo COVID-19.