Você está aqui: Página Inicial > Contents > Destaques > UFPB e DNOCS estabelecem acordo de cooperação técnica para promover iniciativas culturais e científicas sobre secas
conteúdo

Notícias

UFPB e DNOCS estabelecem acordo de cooperação técnica para promover iniciativas culturais e científicas sobre secas

publicado: 27/12/2019 18h35, última modificação: 27/02/2024 18h16
Assinatura da parceria entre as duas instituições ocorreu nesta terça (27), no gabinete da Reitoria

Foto: Angélica Gouveia

Nesta terça-feira (27), a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), autarquia do Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional (MIDR), assinaram um acordo de cooperação para implantação do projeto de extensão ‘Humaniza DNOCS’, que tem o objetivo de promover iniciativas culturais e científicas sobre as secas, em prol dos municípios localizados no Polígono das Secas. 

A assinatura do acordo ocorreu no gabinete da Reitoria, localizado no Campus de João Pessoa, e contou com as presenças da Vice-reitora da UFPB, Profa. Liana Filgueira, e do coordenador estadual do órgão na Paraíba, Alberto Gomes. Participaram também da solenidade o Pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento (Proplan), professor Paulo de Tarso Costa Henriques, a assessora do DNOCS/PB, Ana Paula Cavalcanti Ramalho, e o professor do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) Manoel Hélder de Moura, atualmente em exercício de colaboração técnica na UFPB. 

Entre as ações que serão promovidas por meio do projeto estão a instauração do Museu da Seca (Musa), da Biblioteca de Obras sobre as Secas (BIOSS) e do Caminhos da Seca, uma rota turística temática com elementos artísticos, culturais e naturais em municípios que estão inseridos no fenômeno das secas. 

Por meio do projeto também serão instituídas três premiações: um prêmio de inovação tecnológica, pelo qual serão premiadas iniciativas com potencial de serem utilizadas no combate à seca; um prêmio de jornalismo, a fim de condecorar reportagens sobre obras de enfrentamento às secas; e um prêmio de excelência profissional, para homenagear servidores da DNOCS lotados na Paraíba que mais se destacaram na realização de suas jornadas laborais. 

O DNOCS será responsável pela cessão dos espaços físicos para instalação dos equipamentos histórico-culturais previstos no projeto, e a UFPB colaborará com suporte técnico para o ‘Humaniza DNOCS’.

“A UFPB entra com essa possibilidade de contribuir com a elaboração de uma linha do tempo e uma linha de evolução tecnológica, para que o mundo inteiro possa se basear e melhorar a qualidade de vida de pessoas que não têm acesso à água de qualidade para sobrevivência. Então, é uma grande honra podermos fazer esse trabalho que é tão importante, sobretudo para a região Nordeste”, afirmou a Vice-reitora da UFPB, Profa. Liana Filgueira. 

De acordo com o professor Manoel Hélder, coordenador do projeto de extensão na UFPB, com a convivência regular com a estiagem, a população do semiárido nordestino desenvolveu uma cultura única, com influência, por exemplo, na religião e na culinária: a cultura das secas. Ainda segundo o docente, a participação da Universidade no projeto tem o papel de chancelar essas ações, trazendo ao conhecimento da população paraibana o que se criou na Paraíba em se tratando da cultura das secas. 

Já para o coordenador estadual do DNOCS na Paraíba, Alberto Gomes, a parceria entre as duas instituições objetiva, sobretudo, o resgate da história da autarquia. 

“Este acordo entre os nossos órgãos é importante para os alunos, os acadêmicos, os pesquisadores e a população em geral, que muito ganham com o resgate da história do DNOCS, uma das instituições que mais contribuiu com a mitigação dos impactos da seca na região Nordeste”, disse Alberto Gomes. 

* * *
Texto: Vinícius Vieira
Edição: Aline Lins
Fotos: Angélica Gouveia
Ascom/UFPB