Você está aqui: Página Inicial > Contents > Destaques > Reitora da UFPB integra GT da Andifes para promover museus universitários
conteúdo

Notícias

Reitora da UFPB integra GT da Andifes para promover museus universitários

Orçamento é o principal desafio para a vitalidade dos equipamentos culturais
publicado: 03/01/2020 18h35, última modificação: 08/07/2020 22h32
A federal paraibana administra o Museu Casa de Hermano José, o Núcleo de Pesquisa e Documentação da Cultura Popular, o Museu Memorial Sivuca e a Pinacoteca (imagem). Foto: Autor Desconhecido/CCTA

A federal paraibana administra o Museu Casa de Hermano José, o Núcleo de Pesquisa e Documentação da Cultura Popular, o Museu Memorial Sivuca e a Pinacoteca (imagem). Foto: Autor Desconhecido/CCTA

A reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), professora Margareth Diniz, foi nomeada para compor o Grupo de Trabalho (GT) “Museus Universitários”, no âmbito da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

O objetivo do GT é buscar alternativas que assegurem a continuidade de políticas e ações dos museus universitários condizentes com os compromissos das universidades públicas, assegurando funcionamento e financiamento público.

Para a reitora Margareth Diniz, entre os desafios do GT, está a questão orçamentária. “Esse é um Grupo de Trabalho da Andifes no qual discutiremos os museus que estão vinculados às Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) e, especialmente, buscaremos trabalhar formas de financiamento”.

De acordo com a gestora da federal paraibana, essa problemática dos orçamentos também é vivenciada pela UFPB. “Aqui, temos o Museu Casa de Hermano José, o Núcleo de Pesquisa e Documentação da Cultura Popular (Nuppo), o Museu Memorial Sivuca e a Pinacoteca, que entram nesse debate”.

A Resolução da Diretoria Executiva da Andifes nº 04/2020, que cria o GT e define seus membros, foi publicada e entrou em vigor no dia 3 de julho. O documento é assinado pelo presidente da entidade, o reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA) João Carlos Pires da Silva.

A coordenadora do GT, designada para um mandato de dois anos, é a reitora Sandra Almeida, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Conforme dispõe a resolução, é admitida a participação das demais universidades federais no grupo de trabalho, sendo necessário para isso que o reitor manifeste o interesse junto à secretária-executiva da Andifes.

Confira, abaixo, lista com os 23 reitores nomeados para integrar o GT da Andifes “Museus Universitários”: 

1. Alfredo Gomes (UFPE)
2. Angelo Antoniolli (UFS)
3. Cláudia Lima (UFOP)
4. Cleuza Dias (FURG)
5. Denise Carvalho (UFRJ)
6. Edward Brasil (UFG)
7. João Carlos Pires da Silva (UFBA)
8. João Resende Júnior (UFLA)
9. José Daniel Melo (UFRN)
10. Josealdo Tonholo (UFAL)
11. Luiz dos Santos Anjo (UFTM)
12. Marcelo Leão (UFRPE)
13. Marcia Abrão (UNB)
14. Margareth Diniz (UFPB)
15. Paulo Burmann (UFSM)
16. Pedro Hallal (UFPEL)
17. Ricardo Ness (UFCA)
18. Rui Oppermann (UFRGS)
19. Sandra Almeida (UFMG)
20. Sandro Cerveira (UNIFAL-MG)
21. Sylvio Ferreira (UFAM)
22. Ubaldo Balthazar (UFSC)
23. Valder Steffen Júnior (UFU) 

* * *
Reportagem: Aline Lins | Edição: Pedro Paz
Ascom/UFPB