Você está aqui: Página Inicial > Contents > Destaques > UFPB lança três chamadas para projetos de iniciação científica
conteúdo

Notícias

UFPB lança três chamadas para projetos de iniciação científica

Estudantes devem demonstrar interesse de 20 a 24 de julho, pelo Sigaa
publicado: 03/02/2020 15h00, última modificação: 03/04/2020 20h47
Estudantes do Ensino Médio, da Escola Técnica de Saúde e do Ensino Superior poderão participar. Foto: Angélica Gouveia

Estudantes do Ensino Médio, da Escola Técnica de Saúde e do Ensino Superior poderão participar. Foto: Angélica Gouveia

A Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) publicou três editais referentes ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), a fim de selecionar projetos para este ano. Estudantes do Ensino Médio, da Escola Técnica de Saúde e do Ensino Superior da UFPB poderão participar dos estudos como bolsista ou voluntário.

As inscrições de propostas devem ser feitas exclusivamente através do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa) da UFPB, de 13 a 24 de abril. Só docente em exercício de suas funções na UFPB, integrante do Programa de Professor Voluntário ou professor visitante pode submeter propostas.

As investigações científicas deverão ocorrer de agosto deste ano até julho de 2021. A quantidade e valor das bolsas serão determinados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), sendo o pagamento condicionado à disponibilidade orçamentária do conselho e da UFPB.

“A quantidade de bolsas vai depender do orçamento, tanto do nosso como do próprio CNPq”, explica o pró-reitor de pesquisa, professor Isac Medeiros. De acordo com o pró-reitor, no ano passado, foram ofertadas 1.118 cotas, sendo 528 do CNPq e 580 da UFPB, perfazendo 1.108 cotas para o Pibic para Ensino Superior.

Além disso, segundo o gestor, foram disponibilizadas dez cotas para a Escola Técnica de Saúde, pagas com recursos próprios; e 100 para alunos do Ensino Médio. Ao todo, foram aprovados, no ano passado, mais de mil projetos de pesquisa, correspondendo a aproximadamente 1, 8 mil planos de trabalho.  

O professor Isac Medeiros destaca que o programa, em suas diversas modalidades, eleva o nível dos estudantes e os preparam para a pós-graduação. “A iniciação científica é o despertar da vocação acadêmico-científica do aluno. É onde ele começa a ter contato com grupos de pesquisa.

Conforme o pró-reitor, 70 a 75% dos alunos que terminam o Pibic migram para os programas de pós-graduação da UFPB. “Nacionalmente, a média gira em torno de 35%”, informa o professor.

Como participar

Para participar dos projetos de pesquisa, é necessário ser estudante do Ensino Médio regularmente matriculado em curso desse nível da UFPB ou estar vinculado a escolas públicas cadastradas. Os da Escola Técnica em Saúde e do Ensino Superior precisam estar regulamente matriculados.

O período para demonstração de interesse pelos discentes será de 20 a 24 de julho, também pelo Sigaa. A previsão para divulgação do resultado final é 31 de julho, na página da Propesq.

Ascom/UFPB